NOTÍCIAS

REGINA COELIPraça São Pedro – VaticanoSegunda-feira, 21 de abril de 2014

Boletim da Santa SéTradução: Jéssica Marçal
 
Queridos irmãos e irmãs, bom dia!
Boa Páscoa! “Cristòs anèsti! – Alethòs anèsti!”, “Cristo ressuscitou! – Verdadeiramente ressuscitou!”. Está entre nós, aqui, na praça! Nesta semana podemos continuar a trocar felicitações pascais, como se fosse um único dia. É o grande dia que o Senhor fez.
O sentimento dominante que transparece dos relatos evangélicos da Ressurreição é a alegria repleta de estupor, mas um estupor grande! A alegria que vem de dentro! E na Liturgia nós revivemos o estado de espírito dos discípulos pela notícia que as mulheres tinham levado: Jesus ressuscitou! Nós O vimos!
Deixemos que esta experiência, impressa no Evangelho, imprima-se também nos nossos corações e transpareça na nossa vida. Deixemos que o estupor alegre do Domingo de Páscoa se irradie nos pensamentos, nos olhares, nas atitudes, nos gestos e nas palavras… Talvez estejamos assim luminosos! Mas isso não é uma maquiagem! Vem de dentro, de um coração imerso na fonte desta alegria, como o de Maria Madalena, que chorou pela perda do seu Senhor e não acreditava nos seus olhos vendo-O ressuscitado. Quem faz esta experiência torna-se testemunha da Ressurreição, porque em um certo sentido ressuscitou ele mesmo, ressuscitou ela mesma. Então é capaz de levar um “raio” da luz do Ressuscitado nas diversas situações: naquelas felizes, tornando-as mais belas e preservando-as do egoísmo; naquelas dolorosas, levando serenidade e esperança.
Nesta semana, fará bem a nós pegar o Livro do Evangelho e ler aqueles capítulos que falam da Ressurreição de Jesus. Fará tanto bem a nós! Pegar o Livro, procurar os capítulos e lê-los. Também fará bem a nós, nesta semana, pensar na alegria de Maria, a Mãe de Jesus. Como a sua dor foi íntima, a ponto de transpassar a sua alma, assim a sua alegria foi íntima e profunda, e dessa os discípulos puderam partilhar. Passado através da experiência de morte e ressurreição do seu Filho, vistas, na fé, como a expressão suprema do amor de Deus, o coração de Maria tornou-se uma fonte de paz, de consolação, de esperança, de misericórdia. Todas as prerrogativas da nossa Mãe derivam daqui, da sua participação na Páscoa de Jesus. Da sexta-feira ao domingo, ela não perdeu a esperança: nós a contemplamos como Mãe das dores, mas, ao mesmo tempo, mãe cheia de esperança. Ela, a mãe de todos os discípulos, a Mãe da Igreja, é Mãe de esperança.
A ela, silenciosa testemunha da morte e da ressurreição de Jesus, peçamos para nos introduzir na alegria pascal. Faremos isso com a recitação do Regina Coeli, que no tempo pascal substitui a oração do Angelus.

Regina Coeli com o Papa Francisco - 21/04/14




Fonte: Papa
Data: 21/04/2014

REGINA COELI
Praça São Pedro – Vaticano
Segunda-feira, 21 de abril de 2014


Boletim da Santa Sé
Tradução: Jéssica Marçal

 

Queridos irmãos e irmãs, bom dia!

Boa Páscoa! “Cristòs anèsti! – Alethòs anèsti!”, “Cristo ressuscitou! – Verdadeiramente ressuscitou!”. Está entre nós, aqui, na praça! Nesta semana podemos continuar a trocar felicitações pascais, como se fosse um único dia. É o grande dia que o Senhor fez.

O sentimento dominante que transparece dos relatos evangélicos da Ressurreição é a alegria repleta de estupor, mas um estupor grande! A alegria que vem de dentro! E na Liturgia nós revivemos o estado de espírito dos discípulos pela notícia que as mulheres tinham levado: Jesus ressuscitou! Nós O vimos!

Deixemos que esta experiência, impressa no Evangelho, imprima-se também nos nossos corações e transpareça na nossa vida. Deixemos que o estupor alegre do Domingo de Páscoa se irradie nos pensamentos, nos olhares, nas atitudes, nos gestos e nas palavras… Talvez estejamos assim luminosos! Mas isso não é uma maquiagem! Vem de dentro, de um coração imerso na fonte desta alegria, como o de Maria Madalena, que chorou pela perda do seu Senhor e não acreditava nos seus olhos vendo-O ressuscitado. Quem faz esta experiência torna-se testemunha da Ressurreição, porque em um certo sentido ressuscitou ele mesmo, ressuscitou ela mesma. Então é capaz de levar um “raio” da luz do Ressuscitado nas diversas situações: naquelas felizes, tornando-as mais belas e preservando-as do egoísmo; naquelas dolorosas, levando serenidade e esperança.

Nesta semana, fará bem a nós pegar o Livro do Evangelho e ler aqueles capítulos que falam da Ressurreição de Jesus. Fará tanto bem a nós! Pegar o Livro, procurar os capítulos e lê-los. Também fará bem a nós, nesta semana, pensar na alegria de Maria, a Mãe de Jesus. Como a sua dor foi íntima, a ponto de transpassar a sua alma, assim a sua alegria foi íntima e profunda, e dessa os discípulos puderam partilhar. Passado através da experiência de morte e ressurreição do seu Filho, vistas, na fé, como a expressão suprema do amor de Deus, o coração de Maria tornou-se uma fonte de paz, de consolação, de esperança, de misericórdia. Todas as prerrogativas da nossa Mãe derivam daqui, da sua participação na Páscoa de Jesus. Da sexta-feira ao domingo, ela não perdeu a esperança: nós a contemplamos como Mãe das dores, mas, ao mesmo tempo, mãe cheia de esperança. Ela, a mãe de todos os discípulos, a Mãe da Igreja, é Mãe de esperança.

A ela, silenciosa testemunha da morte e da ressurreição de Jesus, peçamos para nos introduzir na alegria pascal. Faremos isso com a recitação do Regina Coeli, que no tempo pascal substitui a oração do Angelus.

Confira outras notícias

Catequese do Papa: A única força do cristão é o Evangelho

Caros irmãos, Boa noite! Esta é a última catequese do Papa antes da pausa de verão (as catequeses retornam em agosto) e foi dedicada à esperança como força dos mártires.  Ao enviar os discípulos em missão, explicou Francisc...

Saiba mais informações

Catequese do Papa: A mãe da Esperança

Caros irmãos e irmãs, bom dia! Em nosso itinerário de catequeses sobre a esperança cristã, hoje olhamos para Maria, Mãe da esperança. Maria atravessou mais de uma noite em seu caminho de mãe. Desde a primeira aparição nas hist&oa...

Saiba mais informações
INÍCIO
LITURGIA DIÁRIA
HISTÓRIA
FOTOS
COLUNISTAS
VÍDEOS
NOTÍCIAS DA IGREJA
FALE CONOSCO